Figuras do Desejo: de Santo Agostinho ao Anti-Édipo

O que é o Desejo? O Desejo é natural ou uma instituição? Somos livres para escolher o que desejar? Eu quero ou o Desejo quer em mim? Se não escolho minhas pulsões, sou responsável por elas? Sou culpado? O “sujeito do desejo” é uma instituição? Há dimensões imaginárias do Desejo e da Falta? A estrutura neurótica de um sujeito angustiado com o que deseja é natural ou situada numa cultura da interioridade e da Palavra? Eis algumas grandes questões de nossa cultura que investigaremos neste curso sobre “Figuras do Desejo: de Santo Agostinho ao Anti-Édipo”. A partir de obras de Santo Agostinho, Schopenhauer, Nietzsche, Freud, Lacan, Foucault e Deleuze/Guattari, realizaremos uma breve arqueologia das fundações do Desejo como Falta até sua desconstrução contemporânea no interior de filosofias da morte do sujeito, de Édipo e de Narciso.

Objetivos

– Pensar e problematizar figuras do desejo em teorias seminais da vontade/desejo/pulsões/gozo;

– Investigar fundamentos confessionais, metafísicos, ontológicos e morais do desejo como falta e da psicanálise;

– Avaliar se figuras do desejo sem sujeito ultrapassam o desejo como falta;

– Confrontar filosofias da vontade e a psicanálise com a esquizoanálise;

Diferenciais do Curso


O principal diferencial do curso é ser multi e interdisciplinar, ao propor uma arqueologia do Desejo a partir da Filosofia, Psicanálise e Crítica da cultura. Além disso, o curso realizará uma etapa de construção do sujeito do desejo e do desejo como falta e outra de desconstrução.

Professores

Prof. Dr. Luiz Marcos da Silva Filho

Prof. Dr. Peter Pál Pelbart

Link para mais informações e inscrições

https://www.pucsp.br/pos-graduacao/especializacao-e-mba/figuras-do-desejo-de-santo-agostinho-ao-anti-edipo#apresentacao

Etiquetado , ,

100 anos de Tractatus Logico-Philosophicus

O evento “100 anos de Tractatus Logico-Philosophicus”, organizado pelo prof. Anderson Nakano, ocorrerá na plataforma Zoom. O link das reuniões:

https://us02web.zoom.us/j/3425492210?pwd=bERlbTVGQ3ZlWE95VEZybGNHWFFkQT09

Caso prefiram entrar com o ID da reunião e senha:

ID: 342 549 2210
senha: TLP100

Leituras de Lacan

O prof. Dr. Luiz Marcos da Silva Filho, do curso e do programa de Filosofia da PUC-SP, e o psicanalista Daniel Fujisaka (doutor em Filosofia) coordenam o Grupo de Leitura de Lacan.

As reuniões são quinzenais, às terças-feiras, das 14h às 16h.

Sobre o conteúdo, o grupo está no início da leitura e discussão do Seminário 7 (sobre “a ética da psicanálise”), no momento na seção 1 do terceiro capítulo (“Uma releitura do Entwurf”).

A participação é GRATUITA. Aos interessadxs, convidamos para ingressar no grupo de Whats, a partir do qual marcamos os encontros e compartilhamos pdfs.:

https://chat.whatsapp.com/BdlAH8wQUP21SaKWc0gDhM

Grupo de leitura de Lacan
WhatsApp Group Invite
chat.whatsapp.com

Etiquetado , ,

Annales de la société Jean-Jacques Rousseau

A professora Maria Constança Peres Pissarra, do curso de Filosofia da PUC-SP, publicou o artigo “Présence de Rousseau au Brésil” nos Annales de la société J.J. Rousseau, publicados em Genebra no ano de 2021. A íntegra dos anais pode ser baixada aqui:

Etiquetado , ,

Especialização em Ciências Humanas e Pensamento Decolonial da PUC-SP

Com características únicas no contexto brasileiro, o curso de Especialização em Ciências Humanas e Pensamento Decolonial da PUC-SP abrange três importantes áreas de pesquisa: Teoria das Ciências Humanas; Decolonialidade e Pensamento Diaspórico e Estudos de Gênero.
O curso oferecerá um aprofundamento dos principais debates contemporâneos relacionados à perspectiva decolonial no interior das ciências humanas.
Com suas linhas de pesquisa, que darão consistência aos módulos semestrais, o curso pretende expor as diferenças conceituais e temáticas da produção decolonial nos séculos XX e XXI, tendo como postulados metodológicos a pluralidade e a interseccionalidade.

Aulas e atividades online

Objetivos

Formar pesquisadores que, no exercício rigoroso e crítico das ciências humanas, estejam capacitados para formular e analisar questões contemporâneas a partir do domínio de conceitos e tradições do pensamento decolonial.
Apresentar uma formação voltada aos temas do pensamento contemporâneo em ciências humanas, com enfoque decolonial.
Formar pesquisadores que possam contribuir teoricamente e politicamente no campo das pautas decoloniais.

Propiciar uma formação crítica que permita a atuação de seus egressos na formulação de políticas públicas e consultoria para instituições em temas como cotas raciais, diversidade de gênero, sexual e religiosa, além do enfrentamento ao racismo.
Municiar às(aos) pós-graduandos(as) referências que permitam interpretar textos e documentos de forma rigorosa e crítica, combinando a reflexão conceitual com domínio da análise decolonial.
Oferecer a profissionais de outras áreas da ciência e da cultura a capacitação para refletir criticamente sobre seus próprios campos de estudos.
Incutir bases epistemológicas e conceituais que permitam aos egressos uma atuação consistente no âmbito da pesquisa acadêmica e demais áreas que envolvam a utilização de estruturas argumentativas de cunho cultural, artístico ou político, tendo como referenciais a metodologia e a problematização específicas do pensamento decolonial.

Público-alvo
Curso direcionado a portadores de diploma de curso graduação em Artes, Letras, Filosofia, Direito, Ciências Sociais e demais áreas que pretendam aprofundar ou ter subsídios acerca do pensamento decolonial.

Currículo

O curso organiza-se em 3 (três) eixos temáticos que dialogarão em cada semestre: Teoria das Ciências Humanas; Decolonialidade e Pensamento Diaspórico e Estudos de Gênero. As linhas de pesquisa acima descritas serão apresentadas em 4 (quatro) módulos semestrais, que abarcarão conteúdos curriculares componentes de cada eixo, permitindo o debate transversal dos temas e conceitos. Os módulos serão assim distribuídos: Módulo I (120 horas); Módulo II (120 horas); Módulo III (90h), além da carga horária relativa ao Trabalho de Conclusão de Curso (30h), totalizando 360 horas.
Os módulos I e II serão apresentados em 4 (quatro) disciplinas semanais de 2h (duas horas), às segundas, terças, quartas e quintas, correspondendo a 17 (dezessete) semanas de atividades.
O módulo III será apresentado em 3 (três) disciplinas semanais de 2h, às terças, quartas e quintas, correspondendo a 17 (dezessete) semanas de atividades.
O módulo IV, relacionado à Orientação de Trabalho de Conclusão de Curso, será composto por 30h semestrais de orientações e atividades, planejadas com os(as) docentes orientadores(as).
Os eixos temáticos são formados pelas seguintes disciplinas:
 – Teoria das Ciências Humanas. Disciplinas: Filosofia das Ciências Humanas; Arte, imagem e política; Filosofia Contemporânea.
 – Decolonialidade e pensamento diaspórico: Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico I; Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico II, Estudos sobre racismo e necropolítica; Abolicionismos, quilombismos e pensamento brasileiro; Perspectivismo ameríndio.
 – Estudos de Gênero. Gênero e decolonialidade; Problemas de Gênero e Política no séc. XXI, Epistemologias Feministas.

Docentes

Abigail Campos Leal http://lattes.cnpq.br/4623119365423171

Alana Moraes de Souza http://lattes.cnpq.br/7263979800586570

Clara de Freitas Figueiredo http://lattes.cnpq.br/8612552632543905

Jonnefer Francisco Barbosa http://lattes.cnpq.br/1111613102746855

Maria Fernanda Novo http://lattes.cnpq.br/2774460864332815

Yolanda Glória Gamboa Muñoz http://lattes.cnpq.br/0160230560807240

Para mais informações e inscrições

https://www.pucsp.br/pos-graduacao/especializacao-e-mba/ciencias-humanas-e-pensamento-decolonial

Etiquetado , , , , ,